quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

ARTE ACADÊMICA E ARTE DE VANGUARDA - ISMOS MODERNOS E CONTEMPORÂNEOS

A Resistência da memória - Salvador Dali


Para entendermos melhor esse assunto, primeiramente precisamos entender o que é um Movimento Artístico.
O movimento é um tema muito estudado na Física, mas também é de grande importância para arte.
Em sua obra pode:                                                                                               
·         Fazer apenas uma alusão ao movimento de corpos;
·         Usar de certos efeitos para conseguir a sensação ou percepção deste;
·         Produzir obras que se movam realmente.
No campo da arte, a palavra movimento também é utilizada no sentido de uma tendência  de produção artística de uma época e de um grupo de artistas.
A arte se movimenta com o mundo. Ela acompanha o pensamento humano em todas as épocas e assim como o pensamento humano muda, isso também ocorre com a arte.
Quando um grupo de artistas tem um objetivo ou filosofia em comum, produzindo obras que seguem um estilo ou tendência semelhante durante certo período de tempo, dizemos que existe um Movimento Artístico.
Os movimentos artísticos podem durar meses, anos ou até décadas. Não são restritos ao mundo das artes plásticas, podendo também englobar a dança, a música, a arquitetura, a literatura, etc. e fazer uma ponte com outras áreas do conhecimento humano, como a Medicina e a Física.
Caminhos em Movimento - Martinetes
OS MOVIMENTOS ARTÍSTICOS E SEU TEMPO

Os movimentos artísticos tem estreita relação com a época e a cultura de cada país. Ora são reflexo do que está acontecendo na sociedade, ora indicam novos caminhos para o pensamento humano.
Alguns rompem barreiras territoriais e influenciam a arte de outros povos. Outros só tem sentido em seu contexto social.
Alguns movimentos nascem como crítica à produção artística habitual. Outros resgatam ensinamentos de antigos movimentos.
Observe as imagens abaixo; elas são representantes de vários movimentos artísticos. Os artistas de diferentes movimentos, cada um a seu modo, mudaram o jeito de ver e sentir a arte de seu tempo. Além dos movimentos representados.

O Nascimento da Vênus - Sandro Botticelli
 
RENASCIMENTO
(Europa, séculos XIV ao XVI)

            Movimento cultural que marcou o fim da Idade Média e o começo da Idade Moderna.
            Valorizava o ser humano e a natureza, em oposição ao divino e o sobrenatural.
            Figuras de deuses, geralmente resgatadas da cultura greco-romana, eram representadas com características humanas, com detalhes anatômicos e seguindo regras de proporções e perspectiva.

 Pop Art
(Estados Unidos e Inglaterra, décadas de 1950 e 1960)

    Abreviação do termo inglês popular art (“arte popular”), Pop art não se refere a uma arte feita pelo povo, mas sim a um movimento de artistas que usava a cultura de massa como temática.
    Assim, produtos de consumo, propagandas, programas de TV e artistas de cinema tinham suas imagens utilizadas como matéria prima para obras de arte.




 ACADEMIA X VANGUARDA

    Em geral, podemos pensar nos movimentos artísticos da cultura ocidental dividindo-os em dois grandes grupos:


Escola de Atenas - Rafael
 ACADÊMICOS

    Quando a produção artística segue regras ditadas por uma escola ou uma academia, de maneira alheia a novas concepções de arte, dizemos que se trata de uma produção acadêmica.
    As primeiras academias de arte surgiram na Itália, na cidade de Florença, no século XVI, e visavam manter a tradição do estilo de arte desenvolvido no Renascimento. Por isso, em geral, o termo academicismo é usado para designar escolas que cultivam um tipo de produção artística em que existe um compromisso grande com a representação da realidade e a ligação entre arte, ciência e filosofia.

Fernand Léger
VANGUARDISTAS

    Quando a produção e o pensamento de um grupo propõem uma nova visão para a arte, temos as vanguardas artísticas.
    Vanguarda é “aquilo que está à frente”. Vanguardistas são artistas que buscam inovar a arte e fazê-la avançar no tempo, ou mesmo adequá-la às mudanças de seu tempo.
    As vanguardas atuam de maneira semelhante à do universo político: geralmente possuem militantes ou seguidores e produzem manifestos, em que expressam suas propostas.



ARTE ACADÊMICA E ARTE DE VANGUARDA NA ESCOLA

     Pensando a respeito desse assunto e em sua importância para compreender a arte,tive como proposta trabalhar com os alunos do nono ano da Escola Municipal de Primeiro Grau de Tijuaçu sobre os “ISMOS MODERNOS E CONTEMPORÂNEOS” com o objetivo de conhecer, sensibilizar, praticar e valorizar os mais diversos meios de expressão artística e cultural que abrangem desde a arte universal, popular brasileira e a cultura local, tendo como ponte a obra do Artista Plástico baiano Bel Borba, proporcionando situações em que os alunos percebam-se como resultado de um processo cultural e com intervenções que promovam a valorização de sua cultura. Inicialmente eles estudam sobre as diferenças entre a arte de vanguarda e a arte acadêmica, compreendendo o conceito de Movimento.

     Inicialmente os alunos conheceram a origem desta técnica criada pelo artista do Renascimento Albert Durer. Ele construiu uma espécie de máquina de desenho, um dispositivo mais complexo e híbrido de todos aqueles que ele havia criado, sendo utilizado para evitar o escorço (desenho em perspectiva) abrupto e suplantando as limitações físicas do corpo de quem desenha – a distância entre o olho e a mão do observador –, é nitidamente inspirada na construção em perspectiva, onde o observador pode ser posicionado em qualquer lugar, mas não demasiado próximo do objeto para evitar aberrações perspéctica.

Gravuras de Albert Durer e sua Máquina de Desenho
    
     Nestas imagens podemos perceber como esse artista trabalhava. Ele colocava sobre uma espécie de mesa uma placa quadriculada. Para evitar sair da posição o artista adaptou um marcador com um espaço para o olho fazendo com que sua visão estivesse sempre no mesmo nível do modelo evitando que ele se perca durante o processo.
     Como forma de avaliação, minha proposta é que eles executem um trabalho artístico onde aplicarão técnicas utilizadas na arte acadêmica e de vanguarda. Para evitar que os alunos rejeitem a tarefa de executarem um trabalho acadêmico por julgarem não dispor de domíneo técnico necessário para o trabalho, meu recurso foi utilizar a técnica do quadriculado.
    Primeiramente eles escolheram uma fotografia, em seguida decalcaram a imagem tendo o cuidado de executarem o desenho de modo fiel, depois quadricularam a imagem decalcada e fizerem outro quadriculado maior para ampliarem o desenho. Por fim, depois de ampliarem o desenho o decalcaram novamente podendo concluí-lo aplicando a técnica de luz e sombra (Sfumato), mas alguns decidiram por pintar sua imagem.

    
ALUNOS UTILIZANDO A TÉCNICA DO QUADRICULADO




    


Ampliando o Desenho









Estudando as possibilidades para o trabalho
















9 comentários:

  1. A sua metodologia de trabalhar a arte é uma forma diferente o que me parece ser algo mais interessante.
    Precisamos de mais pessoas como você para incentivar a população em especial os jovens a valorizar mais a arte.
    Parabéns pelo seu trabalho!

    "Considero feliz aquele que quando se fala de êxito busca a resposta em seu trabalho."
    ( Ralph Waldo Emerson )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras de incentivo. Meu objetivo é exatamente esse: Fazer com que meus alunos se interessem por arte.

      Excluir
  2. gostei do seu modo de trabalho, mas acho que o site deveria ter um pouco mais de conteúdo.... three stars for you!!

    ResponderExcluir
  3. aaaaaah ensina minha professora de artes a ser q nem vc kkkkk fala serio isso e legal agr ter q gravar o conceito de vanguarda e academia pra apresentar na frente de tds os alunos?! fala serio e horrivel! preferia pintar do q ficar gravando! artes ta se tornando chato q nem historia :( queria q vc fosse meu professor :'( aaargh! parabens pelo seu trabalho...

    ResponderExcluir
  4. aff minha prof passo esse assunto e mais dois pra fazer

    ResponderExcluir
  5. Brigado, gente pelos comentários. O blog é simples. Não tenho muita facilidade para melhorá-lo pra vocês. A gente faz o que pode. Quanto ao conteúdo, não creio que seja necessário mais que isso. O objetivo aqui é só falar um pouco sobre arte da maneira mais compreensível possível e entender um pouco através do meu método de produção como funciona a parte da criação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gostaria que colocasse sempre ideias de atividades sobre cada assunto. isso é bom para nos inspirar e criar outras formas de trabalhar. muito bom

      Excluir
  6. parabéns pelo seu trabalho,o incentivo a arte é de extrema importância para os jovens.

    ResponderExcluir